Formando Times, Criando Conexões

Um dos maiores desafios da agilidade é a transformação de um grupo de pessoas em um time de alta performance, ou seja, a formação de times. Existe uma resistência ou desconfiança naturais nas pessoas, por conta de algumas disfunções que precisam ser identificadas e trabalhadas, o quanto antes.

Em 1965 o Dr. Bruce Tuckman propôs um estudo que resultou no famoso modelo de formação de times em quatro estágios, com intenção de ajudar líderes a ajudar as pessoas a construir o relacionamento de sinergia de suas equipes.

Apesar de Tuckman propor um modelo em quatro estágios, o desenvolvimento do sentimento de time está longe de ser algo linear, uma vez que qualquer intervenção pode fazer com que o desenvolvimento do time avance, retrocedo ou mesmo, encalhe, afetando sua produtividade.

Formando o Time

Nas primeiras interações das pessoas, temos o “estilo linkedin” de trabalho, onde as pessoas se comportam de maneira “ideal”. As aspas estão presentes por que não existe nada de “ideal” em um relacionamento superficial e artificial. Neste estágio, temos uma coleção de pessoas nadando conforme a maré, pois elas precisam ser aceitas no grupo, abrindo mão de suas nuances pessoais.

O papel fundamental do líder é criar um ambiente o mais seguro possível para que as pessoas comecem a construir conexões emocionais. É preciso que o líder tenha em mente que o time entra em formação toda vez que um membro é adicionado, substituído ou subtraído da composição do time. É um eterno ciclo.

Confronto e Conexões de Verdade

É quando a lua de mel começa a acabar… Geralmente esta fase é iniciada quando algo dá errado no trabalho normal: um prazo não atendido, por exemplo ou quando alguém começa a se sentir prejudicado pelo comportamento de alguém do time.

Aqui, as pessoas parecem não se sentir mais tão entusiasmadas com o plano desenhado na fase de formação e a discordância parece inevitável, por uma questão de sobrevivência.

Mas, muitas vezes, esta fase começa com um conflito velado ou uma Guerra Fria entre algumas pessoas do time. O líder precisa com urgência identificar estes conflitos e resolvê-los. Uma boa dica para identificar a fase de confronto é observar que o time começa a criar subgrupos ou silos.

Identificados os conflitos, o líder deve criar o ambiente ideal para que as pessoas discutam as divergências e cheguem às melhores soluções para o bem do grupo. Lembre-se: não se trata de um ou outro ganhar a discussão, mas, sim, de escolherem juntos o melhor caminho a seguir.

Normalizando as Coisas

Quando as pessoas começam a aprender que as posições contrárias servem para tomarem decisões para que se tornem complementares, ao invés de apenas se contrariarem uns aos outros, entramos na fase de normalização do time. Aqui o time já consegue ter uma dinâmica de trabalho mais linear, respeitando posições contrárias e buscando solucionar problemas para um bem maior.

Aqui a questão fazer com que as pessoas entendam que diversidade de ideias é algo bom para a evolução do time e que todos estão ali com o mesmo propósito: o sucesso do grupo.

Com base na atuação do líder na fase anterior, agora chegou a hora de mostrar os resultados das decisões do grupo. O que, num primeiro momento, pode ser sido feito a contragosto ou com desconfiança, agora começa a fazer sentido. E as próprias pessoas começam a estimular conflitos sadios e sua resolução. Este passa a ser o modus operandi do time.

Performando Rumo à Produtividade

A performance chega quando a sinergia entra em ação. O mais interessante é que ser um time de alta performance não significa que não haverão conflitos. Pelo contrário! O que acontece é uma mudança na forma como o time encara o conflito.

Um time de alta performance o time em que os acordos de trabalho foram aceitos e as pessoas se sentem a vontade para desafiar o status quo sem medo de julgamentos. Isso por que eles entendem muito bem que estão engajados para atingir os mesmos objetivos. Times de alto desempenho também são independentes, ou seja, conseguem se organizar e tomar as melhores decisões, sem intervenção direta do líder, que assume o papel de consultor e mentor.

Repare que entre os estágios de formação de um time existe uma evolução no empoderamento do time, que é essencial para que as pessoas se engajem através de um propósito.

Team Canvas Unindo as Pessoas

Ok, todos já sabem que eu sou apaixonado por canvas! Mas eu realmente acredito que o Team Canvas pode ter papel fundamental para que o time trabalhe rumo à sinergia, desde a formação.

Desenvolvido em dois formatos, o Team Canvas é ideal para acompanhar a evolução da formação e maturidade de qualquer time.

O formato básico do canvas pode ser usado para formação de times ou projetos, pois trata aspectos importantes e essenciais da formação: objetivos, papéis e skills, valores, regras e propósito.

Repare que os aspectos do formato básico do Team Canvas ajudam a começar a criar as conexões emocionais da fase de formação de times.

Já o formato estendido do Team Canvas acrescenta ao formato básico algumas informações e alinhamentos para ajudar na resolução de conflitos e criação de uma cultura de time.

É importantíssimo considerar o momento e maturidade do time, na hora de aplicar o modelo mais correto de canvas, pois podem haver consequências desastrosas para o time, caso o líder ou facilitador force demais os limites das pessoas.

Por exemplo, em um time “estilo linkedin” é, no mínimo, frustrante (para o facilitador, inclusive) falar sobre objetivos pessoais. Todos os objetivos “fake” coletados estarão assombrosamente vinculados aos objetivos do grupo e da empresa. Da mesma forma, pessoas dentro de um time em formação não têm a menor condição de serem minimamente assertivas ao falar de diferenciais, fraquezas e riscos.

Até pra preencher um canvas, as pessoas precisam do timing correto!

A jornada de formação e auto conhecimento do time é uma das fases mais apaixonantes do trabalho de um líder (ou coach de times). No papel de coaches é fundamental estarmos antenados com as melhores técnicas para potencializar o surgimento de times de alta performance.

Anúncios

2 comentários

  1. Obrigado por compartilhar essa informação. Me ajudou a conectar vários assuntos que estamos estudando e aplicando na nossa equipe. Me trouxe clareza para algumas coisas que eu não estava assimilando. Pela descrição estamos indo muito bem no nosso modus operandi de equipe.

    Abraços

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s